Bem-Vindo(a) ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade - Itajubá

“Não devemos permitir que alguém saia de nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz”.

Madre Tereza de Calcutá

 

História do Santuário

  A origem da Devoção         

A história da devoção a Nossa Senhora da Piedade teve início na noite de 10 de outubro de 1914 quando, em sonho, Dona Virgínia Antônia dos Santos foi avisada de que encontraria uma imagem no caminho da santa cruz.
No dia seguinte, Dona Virgínia posse a caminho por uma trilha no bairro Mato Dentro no município de Piranguinho, e no meio da mata encontrou a imagem que lhe fora anunciada no sonho. Com alegria e respeito, ela levou a pequenina imagem para a sua casa e, no ano seguinte mudou-se para o bairro Tijuco Preto, em Itajubá, nas terras do Sr. José Dias Chaves Sobrinho e Dona Ana Laura Pereira.

  A descoberta do nome da imagem

Dona Virgínia guardava com muito carinho a imagem de Nossa Senhora na cabeceira de sua cama e sempre reunia a família e os vizinhos para rezarem o terço.
Certa vez, Dona Virgínia orou e pediu a Deus que revelasse o nome da santa, até que, um dia, sentada na cozinha, ela adormeceu e teve um sonho. Avistou um grande salão cheio de flores brancas, um banco com três moças sentadas e um armário que guardava a imagem. De repente, a porta do armário se abriu e as três moças exclamaram uma após a outra: ’Nossa ...Senhora ...Piedade!’
Nesse instante, Dona Virgínia despertou e contou aos que estavam perto a respeito do sonho que acabara de ter. Depois disso, ela não teve mais duvidas de que o nome da santa encontrada seria Nossa Senhora da Piedade.E o nome foi tão significativo que o bairro Tijuco Preto passou a se chamar ‘Piedade’.
Então, a devoção foi crescendo de tal modo que o Sr. Irineu José Dias, filho de José Dias Chaves Sobrinho, mandou construir um quartinho, do lado externo da casa de Dona Virgínia, para servir de capelinha a todos os que lá passavam para visitar a imagem e fazer orações.

 

Imagens da História do Santuário