SEMANA SANTA: TEMPO DE VIVER O AMOR

“Quanto a nós devemos gloriar na Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo, que é nossa salvação
nossa vida, nossa esperança de Ressurreição e pelo qual fomos salvos e Libertos”.
Amados Irmãos e irmãs!
Semana Santa, tempo marcado pela Via Sacra, pelas lagrimas de uma mãe por ver o filho sendo conduzido ao Calvário, mas acima de tudo um tempo de renovação da Esperança e da certeza do Amor de Deus por cada um de nós.
É tempo de seguirmos à Cristo pelo sofrimento, pela dor de nossos irmãos que ainda hoje continuam sendo vitimas de tantos martírios injustos, nessa perspectiva o Bispo Santo André de Creta nos diz: “Acompanhamos aquele que corre apressadamente para sua paixão e imitemos os que foram ao seu encontro. Não para estendermos à sua frente, no caminho, não ramos de oliveira ou de palma, tapetes ou mantos, mas para nos prostrarmos a seus pés, com humildade e retidão de espírito a fim de recebermos o Verbo de Deus que se aproxima, e acolhermos aquele Deus que lugar algum pode conter”.
É um tempo marcado pela grandeza do amor de Cristo manifestado no gesto marcante de lavar os pés dos seus, assim sendo nós humildes servos da vinha do Senhor devemos fazer o mesmo, imitar seu exemplo, nos curvando diante dos outros a lavar os seus pés, com a água do perdão, da caridade, da mansidão, da humildade, do amor. É momento de renovarmos e desejo do amor e amarmos de fato, com nossa vida e testemunho, partindo o pão da Eucaristia no nosso trabalho, na nossa escola, na nossa rua, nos nossos relacionamentos.
Mesmo assumindo esse amor que produz vida não podemos esquecer da dimensão da Cruz que esse amor nos faz passar, semana santa é tempo também de assumirmos as nossas cruzes, principalmente as cruzes motivadas pelo amor que sentimos pelos nossos irmãos como nos diz São João Crisóstomo, recebemos o “fruto do sacrifício”, então que o nosso sacrifício possa ser fonte de redenção dos que necessitam e fonte de nossa salvação, que as nossas dificuldades e sofrimentos nos conduzam a vida plena.
Esse tempo tão belo de nossa Igreja não pode ser visto somente como sofrimento ou dor, mas esse sofrimento e essa dor leva‐nos a Glória da Ressurreição, assim a Semana santa é tempo de acreditar na vida e colocar a nossas esperanças nas mãos de Cristo ressuscitado que sofreu por amor e que acima de tudo continua vivo para manifestar que o mal não tem poder sobre a bondade e sobre o amor, como nos aponta uma antiga homilia do Sec. VI: “Vê em minhas costas as marcas do açoites que suportei por Ti para retirar de teus ombros o peso dos pecados. Vê minhas mãos fortemente pregadas à árvore da cruz, por causa de Ti, como outrora estendeste levianamente as tuas mãos para a árvore do paraíso. Adormeci na cruz e por tua causa a lança penetrou no meu lado, como Eva surgiu do teu, ao adormeceres no paraíso. Meu lado curou a dor do teu lado. Meu sono vai arrancar‐te do sono da morte. Minha lança deteve a lança que estava dirigida contra Ti. Levante‐te, vamos daqui. O inimigo te expulsou da terra do paraíso mas eu te colocarei num trono celeste. O inimigo afastou de Ti a árvore, símbolo de vida; eu porém, que sou a vida, estou agora junto de Ti constitui anjos que, como servos, te guardassem; ordeno agora que eles te adorem como Deus, embora não seja Deus”.
Amados irmãos e irmãs que essa Semana Santa seja um tempo de revigoramento de nossa fé e de nosso amor pelos irmãos! Uma feliz e Santa Páscoa!!
Sem. Édpo Francisco Campos‐4º ano de teologia.

This entry was posted in sagradafamilia and tagged , , . Bookmark the permalink.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>